Português (Brasil)English (United Kingdom)

Downwind no kitewave do susto à satisfação

  • PDF
  • Print
  • E-mail
There are no translations available.

Focada na prática do velejo sobre as ondas, a Kitesul pegou a Freeway rumo ao Litoral neste sábado, 23 de julho. O objetivo era proporcionar a evolução no kitewave em um downwind saindo do norte de Capão da Canoa até passar a plataforma de Atlântida. Mas, a viagem começou com um fato inesperado. Em plena estrada, a fita que amarrava as pranchas na camionete da Kitesul foi cortada com o atrito das quilhas com o vento. Momentos tensos, porém, que não passaram de um susto! Os arranhões sofridos por uma das pranchas foi dos males o menor. Chegando lá, a combinação entre o vento, com intensidade entre 15 e 18 nós, e o mar, baixo com no máximo meio metro de onda, ofereceu a todos o desejado progresso no esporte (cada um no seu respectivo nível). Dentre os que se fizeram presentes no ensolarado dia, estavam:  Fernando Averbuch,  Edson “Ned” Thomé, Fernando Garbaski, Rodrigo “Xaropinho” Pozolo, Greice Stocker, Marco Picolli, Diego Abreu, Gustavo Monteiro e Leonardo Rancich. Os kites utilizados naquela tarde foram os de maiores tamanhos, Best Kahoona 11,5 m e North Fuse 12 m, com excessão de “Xaropinho” que usou um North Rebel tamanho 9 m. O grupo, observado pela turma que os seguia por terra - Antônio Cruz registrando os melhores momentos, Camila Caetano acompanhando o namorado Gustavo, e Diego Castro que, se recuperando de lesão, acompanhava Greice – realizou o percurso em aproximadamente 1h30. Greice, que teve ali sua primeira experiência com a prancha de kitewave saiu da água bastante cansada, mas extremamente satisfeita e feliz: "Agora é só kitewave"! Nós, da Kitesul, gostaríamos de parabenizar a todos pela determinação, e agradecer por mais este dia, onde foi possível perceber a evolução de todos na modalidade que mais cresce no kite: o kitewave.
Texto e Fotos: Antônio Cruz
Matéria: Luciano Correa
{morfeo 43}

Read more: Downwind no kitewave do susto à satisfação